Zema demite secretário de saúde por furar fila da vacinação contra a COVID- 19

O médico Carlos Eduardo Amaral não é mais secretário de Saúde de Minas Gerais. O afastamento foi confirmado na noite desta quinta-feira (11) pelo governador Romeu Zema (Novo).

A situação do secretário tinha se tornado insustentável após a confirmação de que 500 servidores da pasta que estariam fora das prioridades definidas no Plano Nacional de Imunização, incluindo ele, foram vacinados contra a covid-19.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

A situação causou revolta na opinião pública e também entre deputados estaduais. O deputado Agostinho Patrus (PV), presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerias (ALMG), classificou o episódio como ‘trem da alegria’, ‘escândalo nacional’ e cogitou, inclusive, a abertura de uma CPI, o que respingaria no governo Zema.

A mudança forçada no comando da Secretaria de Saúde ocorre no pior momento da pandemia no Brasil e em Minas Gerais. Na quarta-feira (10), o estado confirmou 263 mortes pela Covid-19 em 24 horas, recorde desde o começo da pandemia.

Enquanto isso, a vacinação no estado, assim como em todo país, segue lenta. Conforme dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa Minas Gerias vacinou apenas 3,43% da população.

Fonte: Itatiaia

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp