Vazante está com 23 casos confirmados e outros 41 suspeitos de dengue

O crescimento da doença causada pelo mosquito Aedes Agypti fez com que a atenção das autoridades de saúde de Minas Gerais se voltasse para o problema em meio à pandemia de Covid-19.

De acordo com boletim divulgado na terça-feira (31) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), subiu para três o número de mortes por dengue em todo o estado. O total de casos prováveis de dengue (soma dos suspeitos aos confirmados) nos três primeiros meses de 2020 foi de 39.842, no início do período de maior incidência da doença.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Conforme o boletim epidemiológico, Vazante tem 41 casos prováveis de Dengue e 23 já foram confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde. O número de confirmações cresceu muito em relação ao último boletim divulgado em 23 de março de 2020. Na ocasião, a secretaria tinha confirmado três casos, que não apareciam no relatório.

Os municípios lagamar e Guarda-Mor continuam com 1 caso provável cada. Lagoa Grande 9 casos prováveis e Presidente Olegário com 2 casos prováveis e 1 já confirmado.

Não há registro de casos prováveis de Febre Chikungunya ou Zica nestes municípios.

Até o momento, foram confirmadas três mortes por Dengue no Estado, em Medina, Carneirinho e Itinga. Dezoito mortes estão sob investigação.

Em relação à Febre Chikungunya, foram registrados em 2020, até o momento, 715 casos notificados. Há 01 óbito em investigação no município de Campo Belo.

Já em relação à Febre Chikungunya em 2020 foram registrados 236 casos prováveis, sendo 59 em gestantes.

Anderson Franque/ Rádio Montanheza FM 93,5

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp