Senar ensina técnicas para criação de frangos caipiras em Vazante

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Com desafios cada vez maiores no campo, gerados principalmente pela falta de chuvas, pequenos produtores rurais acabam deixando a agricultura ou a bovinocultura para buscar algo que seja menos oneroso e que gere renda.

Nesse sentido, a avicultura tem sido um negócio promissor, pois a demanda por ovos e frangos caipiras vem crescendo em todo o país. Além de ser uma atividade que não necessita de muito espaço e nem da utilização de muita água, o valor dos produtos caipiras chega a até três vezes mais do que os de granja.

–––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––

Mas é preciso ter conhecimento sobre o que se está fazendo para evitar perdas. Em Vazante, no Noroeste de Minas, pequenos produtores rurais não estavam sabendo lidar com a alta mortandade de aves, e por isso solicitaram à ADVAZ (Agência para o Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável de Vazante), o curso de Avicultura Básica, com ênfase em Frangos e Galinhas Caipiras, do Senar Minas.

O curso tem duração de três dias. Entre teoria e prática, os participantes aprendem sobre cuidados e limpeza dos galinheiros, seleção das aves, controle sanitário, vacinações e coleta de ovos. Além disso, aprendem a planejar a produção e a avaliar os resultados. O curso teve instrução de Camila Bueno.

“A maioria dos participantes desse curso depende da criação de caipiras para o sustento da família, mas eles estavam desesperados com tantas aves morrendo. O curso ensinou muito a eles, tenho certeza de que os negócios vão melhorar”, revela a mobilizadora do Senar Minas em Vazante, Gislene de Oliveira.

Fonte: Elcio Fonseca
Assessor de Comunicação / Regional de Patos de Minas