E-mail: [email protected] - WhasApp: (34) 9 9810-5536

Sargento da PM morre após ser baleado durante troca de tiros com ladrões na BR-050 em Uberaba

O sargento da Polícia Militar (PM), Gilmar de Oliveira, de 51 anos, morreu após ser baleado por assaltantes durante troca de tiros na BR-050, em Uberaba, na madrugada desta quarta-feira (21). Ele estava voltando de Barretos (SP), onde fazia um tratamento contra o câncer. Ninguém foi preso até o momento.

Segundo a assessoria da PM e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o sargento e um amigo, que também é policial, seguiam de carro pela rodovia quando, por volta das 2h, no km 183, próximo ao Jardim Alvorada, os pneus do veículo furaram por causa de objetos cortantes na pista.

Ao descerem do carro no acostamento e ligarem para pedir ajuda, os militares foram surpreendidos por dois ladrões que saíram de um matagal às margens da pista e anunciaram o assalto.

Em seguida houve troca de tiros e o sargento foi atingido com um tiro na cabeça. O cabo não se feriu. Os criminosos fugiram rapidamente, levando a arma do sargento.

O Corpo de Bombeiros socorreu o sargento, que foi levado ainda com vida ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), mas não resistiu aos ferimentos. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

A PM, com apoio da PRF, estão em rastreamento para encontrar os autores do crime. O helicóptero Pégasus está dando apoio nas buscas dos criminosos.

Luta contra o câncer

Em 2016, o MGTV exibiu uma reportagem contando que uma campanha foi criada nas redes sociais para ajudar no tratamento do sargento Gilmar, que tinha Mieloma múltiplo, um tipo de câncer de medula. A doença foi descoberta em 2012, num estágio avançado. Ele teria que arrecadar mais de R$ 1 milhão para comprar os remédios quimioterápicos.

Fonte: G1

Fechar