PM prende quatro pessoas com armas, munições e mais de 55 mil reais em dinheiro

A Polícia Militar prendeu quatro pessoas em
Patos de Minas com armas, munições e mais de 55 mil reais em dinheiro. As
prisões e apreensões aconteceram em diversos locais da cidade, inclusive na
zona rural. Os detidos são suspeitos de envolvimento a um roubo de meio milhão
de reais em Presidente Olegário em dezembro de 2019 e na morte de Carlos
Roberto Rocha Filho, em fevereiro de 2020 no Bairro Morada do Sol em Patos de
Minas.

Segundo informações do capitão Ferreira da
Polícia Militar, os presos são suspeitos de envolvimento num roubo que
aconteceu no dia 20 de dezembro de 2019, quando homens armados teriam invadido
uma residência no Bairro Planalto em Presidente Olegário e feito uma família
reféns. Eles roubaram naquele crime a quantia de meio milhão de reais (R$ 500
mil) em dinheiro.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Após o roubo, durante a partilha do dinheiro,
houve a morte de Carlos Roberto Rocha Filho “Pirapora”, de 29 anos, na Rua
Angelim, no Bairro Morada do Sol. Segundo informações colhidas pela Polícia
Militar, Carlos seria um dos autores do roubo e teria sido morto pelo próprio
comparsa em decorrência do desacordo na divisão do dinheiro roubado. No mesmo
dia, a ação rápida da Polícia Militar resultou na prisão Luís Ricardo do
Amaral, que seria outro suspeito do roubo. Na ocasião, outras nove pessoas
foram detidas no momento que faziam um churrasco para comemorar a morte de
Carlos Roberto.

O capitão Ferreira disse que após este crime,
o suspeito Luís Ricardo havia passado o dinheiro roubado e as armas usadas no
homicídio para a própria família. Esta ação teria envolvido a mãe, a irmã, o
cunhado e um amigo para que eles ocultassem o dinheiro e as armas.

Após levantamentos da Polícia Militar, os
policiais conseguiram identificar o amigo que teria guardado o dinheiro e as
armas. Na casa de Frederico Lucas da Silva, de 27 anos, os militares
apreenderam R$ 55,9 mil reais em dinheiro, um tablete de maconha, 115 munições
de diversos calibres e quatro armas, sendo duas pistolas de calibre 9mm, uma
pistola calibre .40 e outra calibre 765. Através de conversas com este
suspeito, os policiais chegaram até os outros envolvidos, que seriam o cunhado,
a mãe e a irmã de Luís Ricardo.

Fonte:
Clube Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp