PIX: Saiba como funciona o novo sistema de pagamentos lançado pelo Banco Central

O Pix, novo sistema de pagamento instantâneo lançado pelo Banco Central, deve entrar em funcionamento oficial no mês de novembro. Descubra como funciona e para que serve a novidade.

A adesão ao Pix é obrigatória? Todos os bancos já aderiram?

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

A implantação do Pix é obrigatória a todas as instituições financeiras que possuírem mais de 500 mil contas transacionais. Ele será uma opção a mais para os clientes, que poderão utilizá-lo para pagar contas ou realizar transferências entre bancos.

Quais são os prazos de implantação e o período de adaptação?

O registro de chaves Pix diretamente em produção começou em 5 de outubro. No dia 3 de novembro será feita a implantação com abertura restrita a alguns participantes controlados pelo regulador. Não se sabe quem serão os escolhidos, mas os usuários deste teste poderão realizar transferências interbancárias.

A abertura completa para todas as instituições financeiras participantes do ecossistema acontece no dia 16 de novembro.

Como será o funcionamento do Pix?

A chave Pix será uma forma simples de identificação dos dados do cliente ao realizar uma transação. Se o beneficiário receber um crédito em conta e tiver cadastrado uma chave previamente, só precisará informá-la. Os códigos poder ser CPF, e-mail, telefone celular ou CNPJ, e o cadastro deve ser feito no canal digital do próprio banco.

A novidade traz segurança aos usuários?

Os bancos usarão toda experiência com os sistemas de pagamento, semelhantes aos atuais DOC e TED. De acordo com especialistas, são as melhores tecnologias para segurança cibernética e prevenção a fraudes.

As instituições investem cerca de R$ 24 bilhões anuais para a tecnologia, e desse total, dois bilhões são voltados para segurança da informação. Os bancos lidarão com informações de histórico dos clientes, mensageria criptografada, autenticação biométrica e outros meios disponíveis para aprovar as transações.

O que o Pix representa em termos de inovação e tecnologia para os clientes?

O Pix é um novo meio de realizar pagamentos e transferências instantâneas. As transações funcionarão 24 por dia, sete dias por semana, com liquidação em até 10 segundos.

As explicações são da gerente de inovação e tecnologia da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), Carolina Sansão.

Daniel Henrique/Rafael Pires-Módulo FM

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp