OMS vai retomar testes com Hidroxicloroquina em ensaio clínico global

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou
que vai retomar os testes com a hidroxicloroquina em pacientes da covid-19,
nesta quarta-feira, 3. O remédio estava temporariamente suspenso do ensaio
clínico global da entidade — o projeto Solidariedade — desde o último dia 25,
por precaução, mas agora voltará à ativa.

A decisão se baseia em dados recolhidos pela
própria OMS, no Solidariedade, em pacientes que tomaram a hidroxicloroquina. De
acordo com o Comitê de Segurança e Monitoramento de Dados do órgão, não há
riscos evidentes no uso do medicamento. O projeto conta com a participação de
35 países ao redor do mundo, que já recrutaram 3,5 mil infectados pelo novo
coronavírus em hospitais para testar a eficácia de possíveis tratamentos.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Com base nos dados de mortalidade disponíveis, os membros do comitê afirmaram que não há motivos para modificar o protocolo dos testes com hidroxicloroquina. O Grupo Executivo endossou a continuidade e vai comunicar a decisão aos principais pesquisadores do Solidariedade. O comitê continuará monitorando de perto a segurança de todos os tratamentos testados no ensaio clínico“, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Além da hidroxicloroquina, outras três drogas
são analisadas pelo Solidariedade como alternativas para combater a covid-19:
remdesivir (usado
no tratamento do ebola), o lopinavir/ritonavir (HIV) e o interferon beta-1a
(esclerose múltipla).

Na suspensão temporária da hidroxicloroquina,
de semana passada, a interrupção se apoiava um estudo externo, publicado na
revista científica The Lancet, que alertou para os riscos de arritmia cardíaca
em pacientes.

Terra

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp