Mundo supera a marca de 5 milhões de casos confirmados de Covid-19

Nesta quinta-feira (21), o número de casos de Covid-19 confirmados no mundo superaram os 5 milhões, segundo monitoramento da universidade americana Johns Hopkins. Já as mortes registradas em decorrência da doença somam mais de 328 mil.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

De acordo com a Reuters, os países da América Latina registraram um terço dos casos notificados no início desta semana. Grande parte deles veio do Brasil, que recentemente tornou-se o 3º país com mais ocorrências de Covid-19 no mundo, ficando atrás apenas da Rússia e Estados Unidos.

Até o momento, o Brasil possui 18.894 óbitos e 293.357 casos confirmados. O número de pacientes recuperados chega a 116.683, segundo atualização das secretarias estaduais de Saúde feita na manhã desta quinta.

Vale lembrar que, a estimativa é de que o número de subnotificações seja elevado e o número real de infectados e mortos, maior. Isso porque os testes ainda são limitados e muitos países não incluem mortes fora dos hospitais nas contas oficiais.

Reprodução

Teste de vacina/Foto: iStock

 

Testes de vacina

Na corrida mundial em busca de tratamentos eficazes de prevenção e até mesmo cura da doença, mais uma vacina contra a Covid-19 está pronta para testes com voluntários humanos. 

Agora, é a vez do Canadá se juntar ao grupo de países que se entraram na fase de testes clínicos de uma solução capaz de gerar humanidade contra o coronavírus. Os experimentos serão desenvolvidos em parceria com a empresa chinesa de biotecnologia CanSino e conduzidos pelo Centro Canadense de Vacinologia (CCfV) da Universidade Dalhousie, de Halifax. 

A China e os Estados Unidos também são países que estão tentando novas estratégias de pesquisa para acelerar o desenvolvimento da vacina.

Histórico da Covid-19

A cidade chinesa de Wuhan, epicentro da doença, registrou os primeiros 41 casos do novo  coronavírus em 10 de janeiro. No dia 30 do mesmo mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o Sars-Cov-2 emergência internacional.

Posteriormente, o mundo levou quase três meses para atingir o primeiro milhão de casos, em 1º de abril. Desde então, cerca de 1 milhão de novos casos são contabilizados a cada duas semanas, de acordo com uma contagem da agência de notícias.

Apesar do aumento contínuo de casos, muitos países, como China, Japão, Dinamarca e Noruega, estão abrindo escolas e locais de trabalho após semanas de isolamento para conter a disseminação. 

Via: G1

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp