Um pastor, de 33 anos, foi preso neste fim de semana suspeito de estuprar uma jovem de 24 anos na última quinta-feira (21), em Uberlândia. Segundo informações da Polícia Militar (PM), eles começaram as buscas após a vítima ter conseguido anotar a placa do veículo do autor. O homem celebra cultos em uma igreja no Bairro São Francisco.

Ainda de acordo com a PM, no sábado (23), ele foi abordado no Bairro Mansour dentro do carro com uma outra possível vítima. A mulher é de Uberaba e estava na cidade para conhecê-lo. À PM, o pastor disse que usava um perfil falso em uma rede social para marcar encontros e confessou o estupro da jovem.

Com ele, foram apreendidos um tablete de maconha, uma faca e R$ 460 em dinheiro. O material e o homem foram levados para delegacia e depois para o Presídio Professor Jacy de Assis.

O estupro

No Boletim de Ocorrência (BO), a jovem relatou que participa de um grupo chamado “swing ménage Uberlândia” no Whastapp, onde o autor também estava, e que na data eles marcaram um programa no valor de R$ 100.

Ainda de acordo com o BO, segundo a vítima, o homem a buscou em casa e a levou para um local não habitado. A jovem disse não querer manter relações naquele lugar e se negou a continuar o encontro.

Ela ainda conta que o autor a ameaçou com uma faca e obrigou manter relações sexuais sem o uso de preservativo. Após o ato, ele ainda exigiu que ela entregasse o celular. A vítima foi abandonada no local e o autor fugiu.

A jovem foi ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), onde foi atendida. Em seguida, ela procurou a PM.

Fonte: G1