O Facebook informou lucro e receita trimestral melhor do que o esperado nesta quarta-feira, à medida que avançou em publicidade de vídeo em um trimestre dominado por notícias que a Rússia possivelmente usou a rede social para influenciar as eleições norte-americanas de 2016.

A empresa está no centro de uma tempestade política nos Estados Unidos pela maneira como lida com anúncios políticos pagos e permite a propagação de notícias falsas. Os parlamentares norte-americanos ameaçaram aplicar uma regulamentação mais severa e questionaram o conselheiro geral Colin Stretch, em audiências nesta semana.

Para continuar lendo, clique aqui.