Os aplicativos de saúde para celulares põem em risco os dados pessoais de milhões de usuários, segundo um estudo europeu, que analisou em profundidade os 20 “apps” de saúde para Android mais utilizados.

O estudo, que começou em 2016, detectou que 80% dos aplicativos de saúde mais populares disponíveis para Android não cumprem com muitos dos padrões para evitar o uso e a divulgação de dados sensíveis dos usuários.

No trabalho participaram pesquisadores da Universidade… clique aqui para continuar lendo.