Entenda o golpe

O golpista anuncia em jornais, revistas, panfletos, sites, ou até mesmo telefona para as vítimas oferecendo empréstimos em condições vantajosas para pessoas (físicas ou jurídicas) com dificuldades econômicas e/ou restrições de crédito.

É solicitado à vítima que faça um depósito em determinada conta corrente a título de comissão, taxa de crédito, IOF ou seguro como condição para a liberação do empréstimo.

O dinheiro é sacado assim que entra na conta do golpista.

Como previnir

​Desconfie sempre de situações muito favoráveis, como empréstimo com taxa de juros muito baixas, liberação de valores para pessoas negativadas ou dispensa de avalistas e garantias.

Pesquise a existência do banco/financeira no site do Banco Central e verifique se o mesmo possui site, bem como o endereço informado. Fique atento ao número de contas fornecidas para depósito e pergunte ao atendente quem é o beneficiário.