Imposto de Renda 2018: mais de 5 mil contribuintes caíram na malha fina em Vazante e região

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

A Receita Federal notificou 5.400 contribuintes que caíram na malha fina do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2018, ano-base 2017 em Vazante e 38 cidades da região. De acordo com o órgão, estas declarações apresentaram indícios de inconsistências que podem resultar em autuações futuras.

Além de Vazante, os contribuintes que caíram na malha fina estão nos seguintes municípios do Triângulo e Alto Paranaíba: Araguari, Abadia dos Dourados, Araporã, Arapuá, Cachoeira Dourada, Canápolis, Capinópolis, Carmo do Paranaíba, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Cruzeiro da Fortaleza, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Guimarânia, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Lagamar, Lagoa Formosa, Lagoa Grande, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Patos de Minas, Patrocínio, Prata, Presidente Olegário, Rio Paranaíba, Romaria, Santa Vitória, São Gonçalo do Abaeté, Serra do Salitre, Tupaciguara, Varjão de Minas e Uberlândia.

–––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––

Segundo a Delegacia da Receita Federal (DRF) de Uberlândia, os contribuintes em posse da informação de que há inconsistências na declaração do IR deste ano poderão providenciar a correção por meio de um processo conhecido como “autorregularização”.

Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas. Para saber o que há de errado na declaração do IR, os contribuintes podem entrar no site da Receita Federal, no serviço “Extrato da DIRPF”, utilizando código de acesso ou certificado digital.

Fonte: G1

As buscas que marcaram 2018

No final de 2018, o Google anunciou os resultados das buscas do ano, oferecendo uma perspectiva das tendências e destaques do ano baseado nas pesquisas feitas