E-mail: [email protected] - WhasApp: (34) 9 9810-5536

Homem é condenado a 22 anos de prisão por homicídio, tentativa de homicídio e corrupção de menores

O tribunal do júri condenou, na tarde desta quarta-feira (28), um homem acusado de três crimes em Patos de Minas. O fato aconteceu em outubro do ano passado. O acusado disparou diversas vezes contra um casal que estava a caminho de uma sorveteria e acabou tirando a vida de um rapaz. A mulher foi atingida por alguns disparos, mas conseguiu sobreviver.

Michel Alves dos Santos de 23 anos foi condenado a 14 anos de prisão pelo crime de homicídio contra Alan Bento da Silva Ferreira, 7 anos de prisão pelo crime de tentativa de homicídio contra Fernanda Silva de Jesus, esposa de Alan, e a 1 ano por corrupção de menores. De acordo com o Promotor de Justiça, Paulo César Freitas, a sentença foi bastante satisfatória uma vez que o réu é bastante conhecido no mundo do crime e que o crime praticado por ele foi de extrema barbárie.

O crime aconteceu no dia 01 de Outubro de 2017. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Michael na companhia de um adolescente fazia uso de bebida alcoólica e de entorpecentes quando decidiram sair pelas ruas e atirar em quem morasse no Bairro São José Operário. Michael e o adolescente são moradores do Bairro Nossa Senhora Aparecida e, segundo os autos do processo, existe uma disputa entre os moradores dos bairros pela territorialidade do comando do tráfico de drogas.

Os dois se depararam com Alan e Fernanda na Rua Brito Moreira por volta de 16h00. Os dois perguntaram ao casal “Vocês são vila”? O casal respondeu que sim e os criminosos então disseram “Vai morrer então! Não vamos perdoar nem cachorro daquele lugar”. O casal chegou a implorar para não morrer dizendo que tinham uma criança recém-nascida, mas Michael e o adolescente não deram ouvidos e efetuaram diversos disparos na direção do casal.

Alan foi atingido por cinco disparos de arma de fogo e faleceu no local. Fernanda foi atingida por dois disparos, um na coxa e outro nas costas. Ela foi socorrida até o Hospital Regional e sobreviveu ao crime. Posteriormente ela reconheceu Michael como sendo o autor dos disparos que ceifou a vida de seu companheiro. Michel foi condenado por homicídio, tentativa de homicídio e corrupção de menores.

FONTE: PATOS HOJE

Fechar