Governo Federal atrasa boletim da Covid-19 para evitar imprensa, diz jornal

O governo federal brasileiro começou a divulgar mais tarde o boletim diário da Covid-19 no Brasil. A mudança foi vista nos últimos três dias e, aparentemente, foi feita propositalmente para evitar a publicação da informação nos telejornais noturnos, como relata o Correio Braziliense citando uma fonte não identificada do alto escalão do governo.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Na primeira vez em que isso aconteceu, a justificativa do atraso para 22h era um “problema técnico” não especificado. Nos dois dias seguintes isso se repetiu, sem a menção a qualquer problema. De acordo com a publicação, isso aconteceu por orientação direta do presidente Jair Bolsonaro.

Os boletins ainda contam com a informação de que as informações foram compiladas até as 19h, o que indica que os dados já estão prontos três horas antes da divulgação.

Desde o início da propagação do coronavírus no Brasil, o horário de divulgação dos dados já mudou algumas vezes. No princípio, ainda durante a gestão do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, os dados eram apresentados diariamente às 17h. Com a entrada de Nelson Teich, o horário mudou para 19h. Agora interinamente sob o comando do militar Eduardo Pazuello, o horário virou 22h.

Como resultado desse atraso, o Olhar Digital também parou de divulgar os números oficiais do Ministério da Saúde sobre Covid-19 no boletim diário Olhar Digital News, que vai ao ar nas redes sociais e no YouTube às 19h30.

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp