Google indica que lançamento do Android 11 será em 8 de setembro

O Android 11 já está disponível em fase beta para alguns usuários com aparelhos compatíveis, mas agora já tem uma ideia de quando o Google pretende lançar a versão definitiva do sistema. Segundo indícios divulgados pela própria empresa, isso pode acontecer no dia 8 de setembro.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

A empresa deixou essa pista durante o Hey Google Smart Home Virtual Summit, realizado na noite de terça-feira (7). Durante a apresentação, falou-se principalmente sobre as iniciativas de casas conectadas, que têm tudo a ver com o Android 11, que ganhou um novo menu de controle de dispositivos inteligentes.

O Google, então, colocou com clareza na tela uma série de exigências a serem cumpridas pelos fabricantes desses aparelhos até o dia 8 de setembro, quando, em tese, o sistema deve ser lançado. É a indicação mais clara de data que temos até o momento.

Reprodução

A data também casa com o que o Google fez em 2019. No ano passado, a empresa optou por lançar o Android 10 no dia 3 de setembro. Como nota o site 9to5Google, há ainda outros indicativos claros, como a previsão de duas outras versões beta programadas para este mês e agosto.

O Google também já tinha deixado claro que seu objetivo neste ano era lançar a versão final do Android 11 no terceiro trimestre do ano. A estimativa foi dada na época do lançamento da primeira versão de preview para desenvolvedores ainda em fevereiro. A data de 8 de setembro também se encaixa com essa previsão.

Quando o Google efetivamente lançar o Android 11, os primeiros celulares a receber o sistema devem ser os aparelhos da linha Pixel, da própria empresa. Mais especificamente, os modelos contemplados serão as linhas Pixel 2, 3, 3a e 4. É provável que o Pixel 5, com lançamento previsto para outubro já chegue ao mercado com Android 11.

O que há de novo no Android 11?

O Google mexeu fundamentalmente na forma como o sistema lida com as notificações, mais especificamente nas notificações de aplicativos de conversas. Agora, em vez de reunir todas os alertas no mesmo espaço, como sempre aconteceu, os avisos de bate-papo terão um espaço dedicado, permitindo também definir alguma conversa como prioritária, que pode ser exibida mesmo quando o “Não Perturbe” está ativado.

Uma das mudanças mais óbvias é a adoção do visual de Balões para as notificações. Com eles, notificações de aplicativos podem ser exibidas como bolinhas, ao estilo Facebook Messenger, como você pode ver na imagem abaixo.

Na questão de privacidade, o Google decidiu levar as permissões a sério, evitando abuso. Agora será possível dar a um aplicativo autorização para usar recursos como câmera, microfone e localização apenas uma vez. Assim, é possível garantir que o app só vai ter acesso a isso quando você realmente precisa e não vai abusar dessa possibilidade em segundo plano. O Android também ficará atento a aplicativos que você não usa mais: se der permissões a um app que está há muito tempo sem ser aberto, o sistema automaticamente revogará o acesso.

O botão de energia do Android ganhou mais uma função além de ligar e desligar o celular e fazer capturas de tela. Para quem já entrou na era de automação doméstica, a tecla também exibirá controles rápidos para dispositivos conectados, como lâmpadas, fechaduras e outros aparelhos, sem precisar abrir nenhum app para isso.

Além dessas mudanças mais evidentes, o Android 11 também conta com uma série de mudanças menores ou invisíveis. O Olhar Digital já descreveu algumas delas neste link.

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp