Google acompanha Apple e bane ‘Fortnite’ da Play Store

Não demorou muito, e o Google também decidiu responder à Epic Games. Assim como fez a Apple, a empresa decidiu excluir “Fortnite” do Google Play como resposta à disponibilização de uma opção de pagamento que fazia com que os usuários pudessem pagar diretamente à Epic por V-Bucks, a moeda do jogo, sem mediação da loja.O problema é exatamente o mesmo com as duas plataformas. O Google cobra 30% de comissão por vendas feitas dentro de aplicativos distribuídos pela Play Store, que a Epic não aceita mais pagar. Ao disponibilizar um meio de pagamento que exclui o Google da jogada, a empresa também violou as regras da plataforma.”O ecossistema Android permite aos desenvolvedores distribuírem aplicativos por múltiplas lojas. Para desenvolvedores que escolhem usar a Play Store, nós temos políticas consistentes que são justas para desenvolvedores e mantém a loja segura para os usuários. Apesar de Fortnite continuar disponível no Android, não podemos mantê-lo disponível no Google Play porque viola nossas políticas”, diz o comunicado do Google sobre o tema.As regras do Google Play realmente são claras em relação a jogos, apesar de serem um pouco mais folgadas do que as determinadas pela Apple em sua plataforma. Games não podem ter um sistema de pagamento próprio e precisam obrigatoriamente utilizar o sistema do Google para isso, que determina uma comissão de 30%.A relação entre Epic e Google nunca foi boa. Desde 2018, a empresa havia decidido distribuir “Fortnite” para Android sem se apoiar no Google Play, utilizando a distribuição por outros meios, que, como nota o comunicado do Google, são aceitáveis, como a liberação de um APK para instalação “por fora” ou a utilização de outras lojas, como a Galaxy Store, dos aparelhos Samsung. Apenas em abril de 2020 a Epic cedeu e voltou ao Google Play.Por causa dessa peculiaridade do ecossistema Android, a Epic tem a liberdade de continuar oferecendo o jogo para o sistema sem precisar lidar com as amarras do Google Play. A companhia fala em lançar sua própria loja, a Epic Games Store, para o Android em algum momento, onde certamente o jogo será disponibilizado.O que não se sabe até o momento é se a Epic terá com o Google a mesma reação à exclusão do aplicativo que teve com a Apple. Quase imediatamente após a remoção da App Store, a companhia anunciou publicamente a abertura de um processo em que acusava a rival de práticas monopolistas. A companhia ainda lançou um vídeo em que parodia um clássico comercial da Apple, que fazia referência ao livro distópico “1984” para criticar a hegemonia de empresas como a IBM.
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Guarda-Mor registra novos casos da Covid-19

Guarda-Mor teve seu quadro epidemiológico da Covid-19 alterado, conforme o boletim divulgado pela secretaria Municipal de Saúde, nessa quinta-feira (17). Mais dois casos positivos foram