Facebook lança CatchUp, novo app experimental de chamadas de voz

O Facebook anunciou, nesta terça-feira (26), um novo aplicativo experimental para chamadas de voz: o CatchUp. Disponível por tempo limitado para dispositivos iOS nos Estados Unidos, o programa visa oferecer uma plataforma simplificada para usuários realizarem ligações com até oito participantes.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Em artigo publicado no blog da empresa, a líder de produtos do Facebook, Nikki Shah, destaca que o Catchup permite ao usuário comunicar sua disponibilidade para participar de chamadas, bem como conferir o status dos seus contatos. 

“De acordo com nossos estudos, uma das principais razões que impedem pessoas de ligar para seus amigos e familiares mais frequentemente é a impossibilidade de saber quando eles [os amigos e familiares] estão disponíveis para falar, assim como a preocupação que a ligação seja inconveniente”, escreveu Shah.

O CatchUp permite que o usuário indique o estado “ready to talk” (pronto para falar) manualmente ou configure para que o status seja atualizado automaticamente quando seu dispositivo estiver conectado ao BlueTooth.

Interface do Facebook CatchUp. Imagem: Reprodução/Facebook

Interface do app Catchup. Em fase experimental, programa ainda deve receber atualizações. Imagem: Reprodução/Facebook

O aplicativo ainda lista as chamadas em andamento que contam com a participação dos contatos do usuário. É possível entrar em um chat ou convidar pessoas para integrar uma ligação com apenas um toque. Assim como o Whatsapp, o app funciona com os contatos registrados na agenda do celular. Para usá-lo, não é necessário ter uma conta no Facebook.

Embora ainda em fase experimental, o CatchUp representa mais uma investida da empresa de Mark Zuckerberg em serviços de comunicação multiusuários durante a pandemia do novo coronavírus. Recentemente, a empresa ampliou o número de usuários que podem participar de chamadas de vídeo no Whatsapp. O Facebook ainda criou o Messenger Rooms, que permite realizar videoconferências com até 50 participantes.

Fonte: Facebook/Cnet

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp