Estado realiza busca ativa por quem ainda não recebeu o Bolsa Merenda

Benefício é destinado a famílias nas faixas de pobreza e extrema pobreza que tenham estudante matriculado na rede estadual

Governo de Minas está realizando uma busca ativa, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), para identificar famílias que ainda não foram contempladas pelo Bolsa Merenda. O programa, criado pelo Estado, tem objetivo de reduzir os impactos da paralisação das aulas presenciais nas escolas da rede estadual de ensino, devido à pandemia de coronavírus.

As famílias que se enquadram dentro dos critérios do programa, mas que ainda não conseguiram acessar o benefício, têm até esta quarta-feira (18/11) para enviar um questionamento por meio do telefone 155 ou pelo e-mail [email protected]

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

A Sedese enviou, nos dias 4 e 5/11, SMS a 51.883 famílias de baixa renda, avisando que eram beneficiárias do programa e informando o aplicativo para ter acesso ao Bolsa Merenda. Outra mensagem foi encaminhada a 56.397 famílias de extrema pobreza que receberam o cartão na primeira fase do programa. Elas devem responder o SMS, o mais rápido possível, confirmando o CPF, para que o pagamento seja feito novamente pelo cartão.

Benefício

O programa paga, desde abril deste ano, R$ 50 mensais para estudantes da rede estadual cuja família esteja inscrita no CadÚnico e se enquadre em situação de extrema pobreza.

No início de agosto, o governador Romeu Zema estendeu o benefício do Bolsa Merenda para famílias que estão situadas também na faixa da pobreza. Os pagamentos foram feitos em setembro e outubro.

O programa tem como público-alvo 470.029 famílias, sendo 115.369 na faixa da pobreza e outras 354.660 na extrema pobreza. O Governo de Minas já desembolsou, até agora, R$ 90.367.900 com o Bolsa Merenda.

Cadastro

Para ter acesso ao benefício, famílias que se enquadram nas faixas de pobreza e extrema pobreza, inscritas no CadÚnico, devem se cadastrar no aplicativo do PagSeguro. Para isso, é necessário baixar o app PagBank PagSeguro, disponível no Google Play e na App Store, e fazer a inscrição.

Confira abaixo como fazer o cadastro na plataforma PagSeguro:

1. Baixe o super app PagBank e o acesse de seu celular;

2. Informe seus dados cadastrais;

3. Crie um PIN (senha) e garanta mais segurança nas transações;

4. Para finalizar, envie a foto do RG ou CNH do titular da conta e uma selfie segurando esse documento. As imagens têm que estar legíveis para validação.

Agência Minas

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp