Em delação, ex-secretário do Rio entregou provas contra Witzel

Acordo fechado com a PGR foi revelado pelo Radar nesta segunda

No acordo de delação firmado com a PGR e revelado pelo Radar nesta segunda, o ex-secretário de Saúde do Rio Edmar Santos entrega um conjunto de provas materiais que revelariam em detalhes, segundo investigadores ouvidos pelo Radar, a participação do governador Wilson Witzel no esquema de corrupção na Saúde do estado.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Além de apresentar evidências concretas contra Witzel, o ex-secretário se compromete no acordo a devolver 8,5 milhões de reais à Justiça. “Ele entrega o dinheiro e os culpados”, diz um investigador.

A corrupção em contratos da pandemia de coronavírus no governo Witzel é investigada em inquérito da Polícia Federal (PF) na operação “Placebo“.

O suposto esquema de corrupção na compra de respiradores também é alvo da operação “Mercadores do Caos“, no Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

VEJA

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp