E-mail: [email protected] - WhasApp: (34) 9 9810-5536

“Dia da mentira”, futebol de verdade: em grande jogo, Galo vence e sai na frente no primeiro jogo da final

Foi um grande jogo no Independência. O Atlético, que entrou em campo com a desvantagem, já que o Cruzeiro fez melhor campanha na primeira fase, fez um belíssimo primeiro tempo e abriu 3 a 0 em três lances parecidos e próximos. Otero deu três assistências, Ricardo Oliveira guardou dois, Adilson fez o outro. Na etapa final, o Cruzeiro foi para o “abafa”, e Arrascaeta diminuiu nos minutos finais. A vantagem, agora, é atleticana. A finalíssima será no próximo domingo, no Mineirão, e com maioria cruzeirense nas arquibancadas. Pela vantagem construída no Independência, o Atlético pode até perder por um gol de diferença que fica com a taça. Caso vença por dois ou mais gols de diferença, o Cruzeiro será campeão. A Raposa joga por uma derrota e uma vitória com a mesma diferença por ter feito melhor campanha na fase classificatória do Estadual.

Houve, após o apito final, uma discussão e um “empurra empurra” perto do banco de reservas. Luiz Otávio Kalil, preparador físico do Atlético, se desentendeu com Robertinho, preparador de goleiros do Cruzeiro. A situação foi controlada rapidamente, e os dois times foram para o vestiário.

Vejam como foi os gols deste grande clássico:

 

Fechar