Decano da Faculdade de Medicina da Flórida: Covid-19 afeta alguns tipos de sangue mais do que outros

O estado da Flórida, nos EUA, viu o aumento mais dramático nos casos de coronavírus chinês. Segundo o decano da Faculdade de Medicina da Flórida e reitor da Universidade Morsani, no sul da Flórida, em Tampa, Dr. Charles Lockwood, a taxa de mortalidade permanece baixa e o vírus afeta algumas pessoas de maneira mais severa que outras. Ele também disse que há evidências crescentes de uma ligação entre um certo tipo sanguíneo e a gravidade do coronavírus chinês.

Em uma entrevista à CBN News, Charles Lockwood explica que os médicos dizem que quando uma pessoa é infectada com covid-19, seu tipo sanguíneo pode fazer uma grande diferença na doença.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

“Isso é uma coisa curiosa, mas se você tem um tipo sanguíneo A+, provavelmente tem uma chance 30% maior de terminar no hospital do que se seu tipo sanguíneo for O”, disse Dr. Charles Lockwood à CBN News.

Estudo

Um estudo recente incluiu quase 2.000 pacientes com covid-19 grave na Itália e na Espanha. Uma extensa análise genética foi realizada, analisando mais de 8 milhões e meio de variações genéticas.

Um dos grupos de genes estava ligado aos tipos sanguíneos. No geral, eles descobriram que pessoas com sangue tipo A aumentaram seu risco em 45%.

Dr. Charles Lockwood diz que outros fatores de risco, como idade, diabetes, pressão alta, doenças pulmonares ou cardíacas, são fatores de risco conhecidos. E à medida que continuamos a aprender mais sobre esse vírus, o sangue tipo A adiciona mais um.

“Os efeitos são aditivos”, explicou Lockwood, reitor da escola de medicina da USF. “Então, se você tem 70 anos de idade, fuma e tem enfisema e tem um tipo A positivo de sangue, não sei se gostaria de me afastar da minha casa.”

Pessoas com sangue tipo O tiveram um efeito protetor com risco 35% menor. Isso não significa que as pessoas com sangue tipo O estejam seguras e não precisam tomar precauções.

O estudo também revelou outro agrupamento de genes que podem aumentar o risco. Esses genes regulam a resposta imune e estão ligados aos receptores ás da via respiratória que se ligam ao vírus e permitem que ele entre na célula.

Ambas as descobertas podem levar a tratamentos direcionados.

O estudo não revelou por que o tipo sanguíneo pode aumentar o risco, mas existem algumas teorias.

Uma delas tem a ver com a coagulação, uma complicação conhecida da covid-19. Pessoas com sangue tipo O têm menos proteínas que promovem a coagulação.

Eles também descobriram que os genes que codificam o tipo sanguíneo estão próximos de outros que regulam o sistema imunológico, de modo que podem estar desempenhando um papel.

A diferença de risco também pode estar ligada a anticorpos no sangue. Pessoas com a maioria dos tipos sanguíneos, exceto AB, formam anticorpos para diferentes tipos sanguíneos; é por isso que é tão importante não dar a alguém o tipo errado de sangue em uma transfusão.

O tipo A forma anticorpos para B, o tipo B forma anticorpos para A e o tipo O cria anticorpos para A e B.

Alguns acreditam que os anticorpos anti-a no sangue tipo O podem ser protetores. Mesmo que as pessoas com sangue tipo B também as tenham, elas não têm o mesmo benefício.

Jovens e crianças

Lockwood diz que os jovens também tendem a evitar a hospitalização, e são, em grande parte, eles que estão testando positivo, causando a queda da taxa de mortalidade. De acordo com o decano, as crianças em idade escolar têm o menor risco de adquirir a infecção e de ficarem muito doentes.

“Na maior parte, acho que as escolas deveriam reabrir”, explicou Lockwood. “Há algumas áreas do estado onde eu posso não estar tão entusiasmado, mas na maioria das vezes, acho que vamos ficar bem.”

Segundo Charles Lockwood, os hospitais da Flórida já teriam passado do pico da pandemia.

“Sabemos que as consultas de emergência por doenças do tipo covid e influenza estão caindo, e esse é o primeiro sinal de que as coisas podem estar melhorando”, disse Lockwood.

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp