Covid-19: vacina brasileira inicia fase de testes em camundongos

O estudo de pesquisadores do Brasil para a criação de uma vacina contra o novo coronavírus entrou em uma nova fase pré-clínica. Diferente da empregada em outros países, a imunização será testada em camundongos.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Após esta nova fase, a vacina poderá começar a ser testada em voluntários humanos. É aí que se identifica qual é a concentração capaz de introduzir uma resposta rápida e duradoura do sistema imunológico da solução em animais.

As partículas usadas na vacina são induzidas a carregar fragmentos do Sars-Cov-2 e, assim, gerar uma resposta segura do corpo humano. O modelo escolhido no Brasil é diferente de outros internacionais que usam as vacinas baseadas fundamentalmente em mRNAm (RNA mensageiro).

O modelo estrangeiro, no entanto, deve demorar mais tempo e leva em conta diversos fatores que fazem com que muitas vezes a vacina obtida não seja eficaz. 

Reprodução

Três formulações de vacinas brasileiras são testadas em animais. Foto: Jornal UFG

O projeto brasileiro é liderado por cientistas da Faculdade de Medicina da USP e pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor). A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) é responsável por financiar a pesquisa.

“Já conseguimos desenvolver três formulações de vacinas que estão sendo testadas em animais. Em paralelo, estamos formulando diversas outras para identificar a melhor candidata”, disse Gustavo Cabral, pesquisador responsável pelo projeto à agência Fapesp.

Testes da vacina de Oxford

O Brasil está entre os países selecionados pela Universidade de Oxford para participarem dos testes de eficácia da vacina desenvolvida contra a Covid-19. Serão dois mil participantes mais expostos à contaminação, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Apoiado pelo Ministério da Saúde, o estudo será conduzido ainda neste mês pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Neste momento, há mais de 133 vacinas em desenvolvimento no planeta reconhecidas pela OMS e provavelmente outros projetos que ainda não passaram pelo projeto de verificação.

Dentre essas, 10 estão se destacando pela forma como estão avançando rapidamente pelas etapas de testes. Confira a lista das candidatas!

Via: G1

 
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp