Com 20 milhões de usuários, PicPay tem recorde de novas contas na pandemia

Com 20 milhões de usuários, o aplicativo de pagamentos PicPay pretende, até o fim do ano, atingir R$ 31 bilhões em transações. Se depender do bom desempenho da empresa, principalmente durante a pandemia, não será difícil atingir a meta.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Para se ter ideia, em abril, o PicPay bateu um recorde: a abertura de 3 milhões de novas contas, sendo que a média era de 500 mil contas ao mês antes da quarentena. No mesmo período, o total de transações foi de R$ 1,2 bilhão.

Em entrevista ao Mobile Time, o CEO do PicPay, Gueitiro Genso, creditou o atual momento da companhia a diversos fatores. Além do crescimento no uso do QR Code, tecnologia na qual sempre apostou, a fintech está se aproximando cada vez mais dos serviços essenciais, por conta da quarentena, e firmando novas parcerias para integrar o PicPay como meio de pagamento. 

Reprodução

PicPay/Foto: Divulgação

Sucesso na quarentena

“O isolamento social está acelerando essa curva de adoção de tecnologias. Estou falando sobre o PicPay, mas isso está acontecendo no mercado. E isso vai transformar a sociedade pois parte das transações realizadas no Brasil são realizadas em [dinheiro] espécie“, afirmou, acrescentando que, durante a pandemia, as pessoas evitam usar dinheiro por ser transmissor de doenças.

Presente em mais de 2,5 milhões de estabelecimentos no país, além das maquininhas da Cielo e da GetNet, o PicPay recentemente firmou um convênio com a Associação Paulista de Supermercados (Apas) para entrar em varejistas.

“Nossa proposta é ser uma plataforma que oferece todos os serviços financeiros que uma pessoa precisa. E que as empresas, e-commerces, offline, todos possam se desenvolver dentro dessa plataforma”, declarou o CEO.

Via: Mobile Time

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp