Boletim dengue, chikungunya e zika: Ituiutaba tem morte em investigação; veja situação do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG

Veja mais dados das cidades destas regiões segundo o informe divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) na terça-feira (30).

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou na terça-feira (30) novo informe do Boletim Epidemiológico com dados sobre a dengue, a chikungunya e a zika. Nele, consta uma morte por dengue como em investigação na cidade de Ituiutaba.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

* Veja informações dos principais municípios do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais.

Mudança no boletim

Desde a última edição do informe, divulgada pelo G1 no dia 20 de junho, a SES-MG deixou de divulgar o número de casos acumulados em 2020, optando por publicar apenas os casos registrados nas últimas quatro semanas. Assim, os dados analisados são referentes às semanas epidemiológicas 21, 22, 23 e 24. A publicação anterior levou em consideração as semanas 20, 21, 22 e 23.

Mortes por dengue

Segundo o boletim, o número de óbitos por dengue em investigação não sofreu alteração em relação a junho. A cidade de Uberaba segue com cinco casos prováveis de morte pela doença.

Os outros óbitos são investigados em Campo Florido, Ituiutaba, Iturama, Patos de Minas e Sacramento (veja a tabela abaixo).

Em Minas Gerais, são 46 óbitos em investigação. Oito mortes por dengue foram confirmadas, até o momento, nas cidades de Alfenas, Bom Despacho, Carneirinho, Guaxupé, Itinga, Medina, Raposos e Santa Luzia.

Mortes por dengue em investigação na região

Cidade Mortes em investigação
Campo Florido 1
Ituiutaba 1
Iturama 1
Patos de Minas 1
Sacramento 1
Uberaba 5
Total 9

Fonte: SES-MG

Casos prováveis

Este boletim apontou 680 casos prováveis de dengue no Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais nas últimas quatro semanas.

  • Uberaba: a cidade segue com o maior número de registros nas últimas semanas, 230. A incidência no último mês foi baixa.
  • Uberlândia: com 134 registros no período analisado, é a cidade com o terceiro maior número de casos prováveis de dengue. A incidência da doença na cidade, nas últimas quatro semanas é baixa.
  • Ituiutaba: quarta no ranking, a cidade tem 63 registros prováveis. A incidência da doença é baixa.
  • Patos de Minas: em segundo lugar no ranking, a cidade tem 184 registros no período analisado. Foram 33 novos casos na última semana epidemiológica. A incidência de dengue é média.
  • Paracatu: o município do Noroeste de Minas registrou 49 30 casos prováveis de dengue nas últimas quatro semanas; foram 19 a mais que o registrado na última publicação . A incidência é baixa.
  • Araxá: a cidade tem 20 casos prováveis de dengue no período. A incidência é baixa.

Situação da dengue nas principais cidades da região nas últimas quatro semanas

Cidade Casos prováveis
Uberaba 230
Uberlândia 134
Ituiutaba 63
Patos de Minas 184
Paracatu 49
Araxá 20

Fonte: SES-MG

Chikungunya

Sobre a febre chikungunya, foram registrados em Minas Gerais 1.951 casos prováveis da doença em 2020. Deste total, 969 foram confirmados e um óbito está em investigação.

No ano passado, 2.800 casos prováveis de chikungunya foram registrados no estado e houve um óbito pela doença em Patos de Minas.

Zika

Em relação à zika, neste ano foram registrados 413 casos. Até o momento, 89 foram confirmados. No Estado, em 2019, foram 699 casos prováveis.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Guarda-Mor registra novos casos da Covid-19

Guarda-Mor teve seu quadro epidemiológico da Covid-19 alterado, conforme o boletim divulgado pela secretaria Municipal de Saúde, nessa quinta-feira (17). Mais dois casos positivos foram