Bispo comunica aos fiéis medidas para evitar transmissão do Coronavírus durante as missa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

O Bispo Diocesano de Patos de Minas Dom Cláudio Nori Sturm divulgou neste sábado (14) um comunicado com medidas a serem adotadas durante as celebrações. Os fiéis devem higienizar as mãos com frequência, cobrir boca e nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar, não compartilhar objetos pessoais e evitar tocar as mucosas dos olhos, boca ou nariz. O abraço da paz foi suspenso e comunhão será oferecida somente nas mãos. A intenção é evitar a propagação do Coronavírus- COVID-19.


De acordo com o comunicado, após consulta ao Conselho Pastoral da Diocese, em que se avaliou o quadro de risco nas regiões do Alto Paranaíba e em parte do Triângulo Mineiro, onde está situada a circunscrição da Diocese, tendo constatado que não há confirmação de casos da doença, ficou decidido que as atividades religiosas, no território da Diocese, serão realizadas da forma como programadas, mantendo-se as Celebrações Eucarísticas, entrementes, tomando-se os devidos cuidados higiênicos já informados pelas Autoridades Sanitárias, como: lavar as mãos frequentemente com água e sabão e, na falta destes fazer a higienização com álcool em gel; cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar, descartando-se o lenço no lixo e lavando-se as mãos logo em seguida; não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, copos ou garrafas; evitar tocar mucosas de nariz, olhos e boca;

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Foram temporariamente suspensas as Missas com os Enfermos, restringindo-se a administração do sacramento da Unção dos Enfermos e Viático no local onde o doente ou idoso se encontra (casa ou hospital), sendo mantida a assistência pastoral com redobrada atenção e higiene. Durante as Celebrações foi suprimidoo abraço da paz para evitar contatos físicos e a Sagrada Comunhão será recebida somente na mão, sempre salvaguardando a reverência e a piedade. As Igrejas devem se manter sempre limpas e arejadas, bem como disponibilizando recipientes de álcool em gel para higienização das mãos dos fiéis.  

Por fim, o Bispo destacou que permanece em contato com as Autoridades Sanitárias que monitoram a evolução do quadro de risco na região. “Estaremos atentos a qualquer alteração da situação, sendo que a qualquer momento podem ser emanadas novas medidas e orientações. Nesse tempo de provação que passamos sejamos solidários e responsáveis! Coloquemo-nos sob o olhar maternal de Nossa Senhora da Abadia e continuemos elevando nossas preces ao Senhor, pois Ele é nossa força”, concluiu.

Fonte: Patos Hoje