Assembleia Legislativa aceita pedido de impeachment do governador do Amazonas e vice

Pedido foi protocolado na Casa Legislativa pelo Sindicato dos Médicos do Amazonas, que alega má gestão no combate à pandemia do novo coronavírus no estado.

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, aceitou, nesta quinta-feira (30), pedidos de impeachment do Governador do Amazonas, Wilson Lima (PCS), e do seu vice, Carlos Almeida. As denúncias foram protocoladas na Casa pelo presidente do Sindicato dos Médicos, Mario Vianna, que alega má gestão no combate à pandemia do novo coronavírus no estado.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Nos pedidos, enviado à Aleam no dia 27 deste mês, o médico relata a “prática de crimes de responsabilidade e improbidade, com o “mau uso dos recursos públicos na área da saúde do Amazonas” e o aumento de mortes no estado.

De acordo com a Aleam, são duas denúncias separadas: uma contra Wilson e outra contra Almeida. As duas citam colapso no sistema de saúde do Estado durante a pandemia. Em todo o Amazonas, o número de pessoas infectadas passa de 5 mil.

A autorização para o andamento dos dois pedidos de impeachment foi dada pelo presidente da Assembleia, Josué Neto (PRTB), em sessão virtual. “Após o recebimento da denúncia, será lida na sessão seguinte e definida uma comissão especial eleita da qual participem, observada a respectiva proporção, representantes de todos os partidos”, disse Neto.

A partir de agora, de acordo a Assembleia, deputados vão indicar os membros da Comissão Especial, que será criada para analisar os dois pedidos. A comissão deve emitir um parecer inicial que justifique uma investigação. Depois disso, o parecer da comissão segue para plenário. Se aceito, a Casa dará início ao processo investigatório.

Segundo Informações da Procuradoria da Aleam, a tramitação e análise das denúncias, bem como o número de deputados que vão compor a comissão ainda serão definidos, visto que é a primeira vez que um governador passa por um pedido de impeachment no Amazonas.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp