12 Benefícios Incríveis de Óleo de Rícino para a Saúde.

Nos últimos anos, o poder do óleo de rícino tem sido cada vez mais explorado para a saúde e estética. São fáceis de serem encontrados e possuem vantagens diversas, sendo possível, dessa forma, adquirir o melhor para atender suas necessidades. Além do óleo de coco, o de rícino também virou um grande queridinho das pessoas.

Quais são os motivos dessa preferência? Como será visto neste artigo sobre os benefícios do óleo de rícino para a saúde, ele atua de forma vantajosa para a pele, cabelo, unhas e muito mais. Entre seus componentes vantajosos estão ácidos graxos, sais minerais e vitamina E.

––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –––

Confira a Seguir quais são suas vantagens de Óleo de Rícino para a Saúde:

1) Combate a pele ressecada

O óleo de rícino contribui com uma melhor hidratação da pele, colaborando principalmente em casos em que o aspecto da pele está ressecado e envelhecido. Muitas vezes, uma pele ressecada apresenta irritação, nesses casos, o óleo de rícino também pode ser muito benéfico.

2) Ajuda no tratamento da caspa

As propriedades antifúngicas do óleo de rícinio, contribuem para a limpeza do couro cabeludo, o que por sua vez, ajuda no combate a caspa.  A oleosidade excessiva também é um aspecto notavelmente melhorado com o uso do óleo.

3) Mantém a pele hidratada

Para quem já tem uma boa pele ou deseja melhorar a pele ressecada, o óleo de rícino, cria uma película na pele, fazendo com que ela não perca tanta água como normalmente, mantendo-se assim, mais hidratada. Além de ser uma boa opção para quem tem pele oleosa.

4) Auxilia no combate ao acne

Por possuir efeito adstringente, o óleo de rícino promove a redução da proliferação bacteriana, que pode ser uma das causas de acne, um problema que atinge e incomoda diversas pessoas. Ainda mais,  este óleo tem comedogenicidade nível 1, o que favorece o seu uso por quem possui sinais de acne ou a pele oleosa.

5) É um laxante natural

Por estimular o sistema intestinal, o óleo de rícino geralmente é uma das recomendações ao tratar-se de constipação. Ele é considerado um laxante natural, por essa razão, o cuidado deve ser redobrado com as doses ingeridas, não se esquecendo jamais de obter a orientação médica adequada para o seu caso.

6) Melhora o aspecto das estrias

Acredita-se que por causa de seus componentes vantajosos, especialmente no que diz respeito a pele, o óleo de rícino tem um potencial favorável para quem deseja melhorar o aspecto das estrias, principalmente as avermelhadas. Não se esqueça, ele apenas contribui para melhorar o aspecto, por isso, assim como em outros casos, é importante aliar seu uso com um tratamento médico.

Além de contribuir para melhorar o aspecto das estrias avermelhadas, o óleo de rícino auxilia também para o aspecto da celulite. É importante observar que ele não resolve o problema, mas ajuda a melhorar a aparência da pele, especialmente por suas propriedades hidratantes.

7) Contribui no crescimento capilar

Em seus componentes, o óleo de rícino contem agentes que contribuem com que as cutículas capilares sejam seladas, conferindo assim um aspecto mais sedoso e afastando o ressecamento. Dessa forma, o cabelo fica mais encorpado e brilhoso. Além disso, ele pode ser utilizado em umectações noturnas ou hidratações para promover um maior cuidado com o couro cabeludo e um melhor crescimento capilar.

Ainda mais, para fortalecer os fios, o óleo de ricino também pode se tornar um ótimo aliado, favorecendo um crescimento mais saudável, até mesmo em casos de uso de química ou cabelos tingidos. Para isso, ele pode ser usado puro ao longo dos fios ou misturado com máscaras de hidratação.

8) Colabora no tratamento de inflamações

O óleo de rícino também pode ser utilizado para elaborar massagens que promovam o relaxamento com o objetivo de amenizar inflamações. Dessa forma, ele se torna um grande aliado também para o alívio de dores musculares e nas articulações.

9) Ameniza coceiras no couro cabeludo

O óleo de rícino ajuda a amenizar a descamação do couro cabeludo, o que também evita coceiras e o aparecimento das pequenas casquinhas brancas. O ideal é complementar o tratamento indicado pelo dermatologista com o óleo.

10) Possui ação cicatrizante

A vitamina E presente no óleo de rícino, contribui com a cicatrização. Especialmente por ter forte ligação com uma melhor hidratação da pele, por isso que este óleo é um grande aliado ao tratar-se de saúde e estética.

11) Ajuda no tratamento das micoses

As micoses são causadas geralmente por fungos e geralmente são muito resistentes a tratamentos. No entanto, o óleo de rícino possui propriedades antifúngicas, o que é muito vantajoso para evitar ou ser complementar no tratamento de complicações causadas por fungos.

12) É benéfico para as cutículas

Apesar de muitas pessoas optarem por tirar as cutículas, essa pele protege a base da unha. A película protetora criada pelo óleo de rícino, ajuda a hidratar também as cutículas, o que por consequência, faz com que sua função de proteger as unhas, seja aprimorada. Em alguns casos, pode até mesmo contribuir com o fortalecimento das unhas.

II) Dicas

É importante lembrar que não se recomenda passar o óleo de rícino diretamente na pele, ele pode ser misturado com um creme. Já no cabelo, e possível aplicar o óleo no couro cabeludo e massagear, não se esqueça sempre de tirar para que ao invés de trazer vantagens o resultado seja ao contrário. Outro fator importante, é que a exposição ao sol após o uso do óleo também não é recomendada.

Gabriel Amorim
Farmacêutico

Fonte: BioSom

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp